RESENHA | SIMPLESMENTE O PARAÍSO – JULIA QUINN

  • ISBN: 9788580416626
  • Autor: Julia Quinn
  • Ano de Lançamento: 2017
  • Número de Páginas: 272
  • Série: Quarteto Smythe-Smith #1
  • Gênero: Romance de Época / Literatura Estrangeira / Romance / Ficção
  • Editora: Arqueiro
  • Classificação:

    ★★★★★

  • Compre Aqui: Amazon
  • Sinopse: Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido.
    Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida.
    Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Italia. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado.
    Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família.
    Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente

Este é o primeiro livro da série (ou melhor, do quarteto) Quarteto Smythe-Smith, e vai contar a história de Honoria, uma das representantes do quarteto mais desastroso que a aristocracia londrina poderia ouvir.

Honoria é uma moça de 21 anos (se não me engano) e já está ”debutando” pela terceira vez, e enquanto não encontrar um marido, ela não poderá deixar de tocar no quarteto, essa é a regra da família Smythe-Smith. Mesmo sabendo que nenhuma moça da família leva jeito com os instrumentos, Honoria não se importa de tocar, não vê isso como um fardo mas sim uma forma  gostosa de passar momentos maravilhosos ao lado de suas primas. Nossa mocinha é a filha mais nova, suas irmãs já estão casadas e por uma tragédia, seu irmão Daniel precisou sair do país.

O porém é que ela já está debutando a mais tempo do que deseja, por algum motivo ela não consegue segurar nenhum pretendente, eles simplesmente desistem.  E é aí que entra Marcus, melhor amigo de seu irmão, que conviveu com ela desde a infância e que é considerado um membro da família. Daniel fez Marcus jurar que tomaria conta de Honoria enquanto estivesse fora do país, e desde sempre Marcus vem cuidando dela de longe, pois acabaram se afastando com a ida do irmão, mas pelas obras do destino Marcus e Honória se reencontram e o resto vocês já podem imaginar!

Apesar de clichê (qual romance de época não é clichê? <3), Simplesmente o Paraíso é divertidíssimo, me peguei rindo bastante. No início achei o casal mais para amigos do que amantes, afinal a amizade veio desde a infância, mas talvez por isso o amor cresceu (apesar da FriendZone) e foi conquistando seu espaço.

Diferente dos outros romances de época que já li, esse não tem foco nas cenas picantes, pelo contrário, temos apenas uma cena e foi mais que necessário <3 Como já disse, o livro foi crescendo aos poucos, suspirei nos últimos finais, mas o que eu queria frisar aqui é que eu ri demais com Honoria e Marcus, o senso de humor é contagiante e por esse motivo dei 5 estrelas, uma vez que a minha intenção no momento que peguei para ler era me divertir e relaxar e foi isso que encontrei.

 

A sequencia de livros é composta por: Simplesmente o Paraíso (livro 1), Uma Noite como Esta (livro 2), A Soma de Todos Os beijos (livro 3) e Os Mistérios de Sr, Richard (livro 4)

Deixe uma resposta