RESENHA | A SOMA DE TODOS OS BEIJOS – JULIA QUINN

Sarah Pleinsworth é uma jovem bem orgulhosa, egoísta e ousada. Nutre um rancor profundo do tipo bem dramático por Lorde Hugh Prentice, por quem é obrigada a dedicar sua atenção no casamento de sua melhor amiga e prima Honoria (protagonista do primeiro livro da série).

Hugh Prentice se sente culpado pela desonra de Daniel (protagonista do segundo livro da série), e de brinde saiu com uma perna deficiente devido a um certo acidente no livro 2, uma deficiência que o destruiu mais do que ele já era quebrado por seu passado cheio de culpa e traumas de infância. Prentice não nutre nenhum sentimento por Sarah, pelo contrário, acha-á mais dramática das damas e quer distância dela.


Ambos são forçados a se aturarem devido ao pedido de Honoria, o que faz com que passem muito tempo juntos, tempo este que talvez seja capaz de mudar algumas impressões erradas e derreter corações orgulhosos.

De início, achei difícil aturar Sarah, uma personagem extremamente egoísta (pois sim, Sarah saiu fora na primeira oportunidade que teve para não tocar no desastroso quarteto e culpa Hugh por fazer ela não debutar no ano certo e perder POSSÍVEIS pretendentes devido ao acidente com seu PRIMO, oi?), orgulhosa e como Hugh tinha razão, dramática! Contudo, ao longo da estória eu vi a personagem crescer e se tornar uma pessoa melhor e capaz de ajudar ao próximo.



Entretanto, o melhor de tudo foi conhecer Hugh! Que personagem complexo e tocante, adorei ver seu desenlace e suas superações, fazendo este se tornar uma das minhas personagens preferidas da série, talvez ficando atrás apenas de Anne Wynter.

E para finalizar, digo que amei o romance entre eles, do tipo simples e crescente, maduro e tocante. Oi, prazer, sou clichê, tchau. ? hahaha Brincadeiras a parte, gostaria de dizer que, assim como os outros, é divertido e digno de ser devorado.

 

A sequência de livros é composta por: Simplesmente o Paraíso (livro 1), Uma Noite como Esta (livro 2), A Soma de Todos Os beijos (livro 3) e Os Mistérios de Sr, Richard (livro 4).

Compartilhe esse post

Este post tem um comentário

  1. Ray Cunha

    Olá Je,
    Adorei ler sua resenha. Li o primeiro livro da série alguns anos atrás e gostei, mas não amei. Isso, mais a mudança que estava passando na época, deixou a leitura esquecida para mim. Recentemente lendo outra série que citava essa me deixou instigada a ler. Sua resenha me confirmou isso. Adoro personagens complexos e romances clichês.

    Beijo!
    http://www.amorpelaspaginas.com

Deixe um comentário

14 + 6 =