RESENHA | MATÉRIA ESCURA – BLAKE CROUNCH

  • ISBN: 9788551001226
  • Autor: Blake Crouch
  • Ano de Lançamento: 2017
  • Número de Páginas: 352
  • Gênero: Ficção científica
  • Editora: Intrínseca
  • Classificação:

    ★★★★☆

  • Compre Aqui: Amazon
  • Sinopse: Essas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve antes de acordar num laboratório, preso a uma maca. Raptado por um homem mascarado, Jason é levado para uma usina abandonada e deixado inconsciente. Quando acorda, um estranho sorri para ele, dizendo: “Bem-vindo de volta, amigo.”

    Neste novo mundo, Jason leva outra vida. Sua esposa não é sua esposa, seu filho nunca nasceu e, em vez de professor numa universidade mediana, ele é um gênio da física quântica que conseguiu um feito inimaginável. Algo impossível. Será que é este seu mundo, e o outro é apenas um sonho? E, se esta não for a vida que ele sempre levou, como voltar para sua família e tudo que ele conhece por realidade?

    Com ritmo veloz e muita ação, Matéria escura nos leva a um universo muito maior do que imaginamos, ao mesmo tempo em que comove ao colocar em primeiro plano o amor pela família. Marcante e intimista, seus múltiplos cenários compõem uma história que aborda questões profundamente humanas, como identidade, o peso das escolhas e até onde vamos para recuperar a vida com que sonhamos.

Resenha Matéria Escura

ESTA RESENHA PODE CONTER SPOILER

LIVRO ESCOLHIDO PARA A LEITURA COLETIVA DO PROJETO LENDO CONTUDO

Jason, um professor de física quântica de uma universidade, casado com Daniela e pai de Charlie, infeliz profissionalmente e de certa forma com o amor também, sua vida é monótona, rotineira.

Jason, o maior físico quântico de todos os tempos, ganhador de vários prêmios importantes e inventor de uma máquina revolucionária, porém infeliz, sem uma esposa, filhos, sem família. Esse Jason foi o inventor de uma máquina capaz de ir para mundos paralelos, ou melhor, MULTIVERSOS, realidades totalmente diferentes da que cada Jason vive. O que vocês precisam entender é que esses dois Jasons são a mesma pessoa, porém em realidades diferentes, outro multiverso.

Já parou para pensar em como seria se você tivesse nas suas mãos a visão do que aconteceria se você tomasse um caminho diferente? Jason pode, e só se dá conta de como sua vida era perfeitamente feliz após trocar de lado e ver com os próprios olhos o que sua vida poderia ter se tornado. Acho que a mensagem do livro é realmente essa: Devemos dar valor ao que temos, pois só quando perdemos é que percebemos como era importante. Tudo começa então na jornada de Jason para descobrir melhor o que aconteceu com ele e na busca para recuperar sua família.

A história é repleta de mistérios e reviravoltas, te prendendo a todo tempo, fazendo você querer saber mais a cada capítulo. Gostei das diversas formas dos multiversos, na verdade foi o que eu mais gostei. O suspense que o escritor faz também é bem arrebatador.

Alguns pontos negativos me fizeram tirar uma estrela, fiquei bem confusa nas explicações que o autor nos dava, só fui entender bem lá para 40% do livro, também achei que ele poderia explorar de outra forma e melhor os multiversos, e o mais importante, não consegui me apegar ao personagem, achei ele um pouco forçado. Mas mesmo assim o livro é bem legal de se ler.

Jé Cerqueira
Criadora do Contudo & Entretanto, sempre navegando em águas misteriosas em busca do Pérola Negra e louca pelo Pequeno Príncipe.
Vai vai, Grifinória!!!

Deixe uma resposta