RESENHA | EMMA – JANE AUSTEN

  • ISBN: 9788572328777
  • Autor: Jane Austen
  • Ano de Lançamento: 2012
  • Número de Páginas: 600
  • Gênero: Romance / Clássico
  • Editora: Martin Claret
  • Classificação:

    ★★★☆☆ (3,5)

  • Compre Aqui: Amazon
  • Sinopse: Emma Woodhouse é uma mulher rica e aparentemente esnobe, mas no fundo, sua maior ambição na vida é ver os outros felizes. Quando decide que tem o talento para formar novos casais, passa a trabalhar de cupido na pequena aldeia inglesa de Hartfield. Emma foca suas atenções em Harriet Smith e, em meio à busca de pretendentes para a amiga, se mete em diversas confusões, sempre resgatada pelo amigo, o cavalheiro sr. Knightley.

Emma é a filha mais nova do Sr Woodhouse, inteligente, bonita e decidida, pois afirma que nunca vai se casar ou se envolver com alguém, mas que insiste em ver a felicidade de todos e decide dar uma de cupido com base em um relacionamento que ela supostamente acertou, e teve como consequência um casamento muito vantajoso. O quê dessa história toda é que Emma é uma péssima cupido!

Ví Emma como uma personagem que se faz de altruísta mas na verdade só pensa nela mesma, não se importando com os sentimentos dos outros, sendo egoísta. Apesar de inteligente, é uma garota totalmente errônea em julgamentos, pois o que ela faz e muito é julgar alguém com base em suas emoções e suposições.

Outra coisa que eu percebi nesse livro foram as várias faces dos personagens, onde cada um via uma pessoa de um jeito e com uma perspectiva diferente, mostrando que cada pessoa observa a outra de uma forma única, onde um gosta, e o outro não muito, um ama e o outro despreza e assim por diante. Tudo acontecia com base em impressões e julgamentos precipitados.

Como característica dos livros de Austen, vemos muito preconceito em relação a classes sociais, ela não deixa de ironizar sobre como as pessoas julgam as outras sem ao menos conhecer, como elas podem ser mesquinhas e invejosas e viver de aparências! Em como as IMPRESSÕES podem criar mil e uma cama de gatos cada vez mais emboladas, onde no final milhões de nós se apertam, e para saber se serão desfeitos, você precisa ler o livro (se não seriam spoilers hahah ?)

Mas o melhor e mais incrível é ver como uma personagem pode crescer dentro de uma história. Confesso que não gostei da Emma, os defeitos dela falaram mais alto porém preciso reconhecer que ela cresceu ❤️

Minha nota baixou por alguns motivos:
1- Emma não me cativou.
2- acredito que umas 200 páginas poderiam talvez até retiradas.
3- falta de romance, eu esperei por um romance ardente, envolvente e não foi isso que encontrei, o que não é de todo ruim pois a abordagem e foco do livro foram outros.

Jé Cerqueira
Criadora do Contudo & Entretanto, sempre navegando em águas misteriosas em busca do Pérola Negra e louca pelo Pequeno Príncipe.
Vai vai, Grifinória!!!

Deixe uma resposta