HOMENAGEM | 200 ANOS SEM JANE AUSTEN

No ultimo dia 18, especificamente 18 de Julho de 2017 completou-se 200 anos desde que perdemos uma das melhores autoras do mundo, Jane Austen.

No dia, eu acabei publicando uma homenagem apenas no instagram ( @contudoeentretanto ) devido a correria do dia-a-dia, mas hoje consegui um tempinho e vim prestar minha homenagem a essa mulher e escritora incrível por aqui também. Aproveito também para agradecer e parabenizar TODOS os escritores, pois essa semana (26/07/17) foi dia do escritor. Sem vocês, nós leitores não seriamos nada <3


Único retrato original de Jane Austen,
aquarela feita por Cassandra Austen, 1810.


Retrato a óleo de Jane Austen, feito em 1875,
de autor desconhecido, baseado na aquarela feita pela irmã em 1810.


Jane é uma das escritoras que mais admiro, ela e Agatha Christie ocupam um grande espaço no meu coração e não é por menos. Se tem uma pessoa que sabe escrever um livro é a Jane! Ela constrói personagens totalmente completos e reais. Suas ironias são o que mais me arrancam orgulho, pois como uma mulher naquela época poderia ter sido tão corajosa e colocar tanto sarcasmo nas suas obras, seu olhar sensível e crítico à sociedade da época lhe rendeu diálogos com bastante humor e ironia, tornando-a magnífica e admirável!

Mesmo sem ter lido todos os livros publicados, digo sim que sou uma eterna fã!

Estou lendo os romances em ordem de publicação e já tive a oportunidade de terminar Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito (meu favorito até agora), e estou encaminhando para terminar Mansfield Park e Emma. Já acompanhei a série de TV publicada pela BBC de Razão e Sensibilidade que é INCRÍVEL, e vi o filme publicado em 2008 sobre Orgulho e Preconceito.

Deixo dessa forma minha singela homenagem a essa mulher que se eu pudesse, ressuscitaria e convidaria para o famoso chá das 5h haha

Conheça os Romances da autora:

Sinopse: Este foi o primeiro romance de Jane Austen. Publicado em 1811, logo recebeu reconhecimento do público, Razão e Sensibilidade é um livro em que as irmãs Elinor e Marianne representam uma dualidade, de maneira alternada, ao longo da narrativa. As expectativas vividas pelas duas com a perda, o amor e a esperança, nos aponta para um excelente panorama da vida das mulheres de sua época. As irmãs vivem em uma sociedade rígida, e ambas tentam sobreviver a esse mundo cheio de regras e injustiças. Tanto a sensível e a sensata Elinor como a romântica e impetuosa Marianne se veem fadadas a aceitar um destino infeliz por não possuírem fortuna nem influências, obrigadas a viver em um mundo dominado por dinheiro e interesse. As duas personagens passam por um processo intenso de aprendizagem, mesclando a razão com os sentimentos na busca por um final feliz.

Minha classificação: ★★★★
Edição: Martin Claret
Onde Comprar: Amazon


Sinopse: Jane Austen inicia Orgulho e Preconceito com uma das mais célebres frases da literatura inglesa: “É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro e muito rico deve precisar de uma esposa”. O livro é o mais famoso da escritora e traz uma série de personagens inesquecíveis e um enredo memorável. Austen nos apresenta Elizabeth Bennet como heroina irresistível e seu pretendente aristocrático, o sr. Darcy. Nesse livro, aspectos diferentes são abordados: orgulho encontra preconceito, ascendência social confronta desprezo social, equívocos e julgamentos antecipados conduzem alguns personagens ao sofrimento e ao escândalo. Porém, muitos desses aspectos da trama conduzem os personagens ao auto-conhecimento e ao amor. O livro pode ser considerado a obra prima da escritora, que equilibra comédia com seriedade, observação meticulosa das atitudes humanas e sua ironia refinada.

Minha classificação: ★★★★★ + Favorito
Edição: Martin Claret
Onde Comprar: Amazon (não consegui encontrar essa edição, então o link é de uma parecida, acredito que  essa deva estar fora de estoque por enquanto)


Sinopse: Aos 12 anos de idade a jovem Fanny passa a morar de favor em Mansfield Park, a casa do esposo de sua tia, Sir Thomas Bertram. Inteligente e estudiosa, ela logo se torna amiga de seu primo Edmund, o filho mais novo de seus tios, apesar de ser sempre destratada por seu tio e pelas suas primas fúteis. Com o passar do tempo Fanny se torna uma bela mulher, que acaba chamando a atenção de Henry Crawford, jovem que se tornou recentemente seu vizinho juntamente com sua irmã, Mary. Notando o interesse de Henry por Fanny, os tios dela logo promovem um encontro entre os dois para logo depois se sentirem revoltados com o desprezo que a jovem demonstra pelo seu novo vizinho.

Minha classificação: não finalizado
Edição: Martin Claret
Onde Comprar: Amazon


Sinopse: Emma Woodhouse é uma mulher rica e aparentemente esnobe, mas no fundo, sua maior ambição na vida é ver os outros felizes. Quando decide que tem o talento para formar novos casais, passa a trabalhar de cupido na pequena aldeia inglesa de Hartfield. Emma foca suas atenções em Harriet Smith e, em meio à busca de pretendentes para a amiga, se mete em diversas confusões, sempre resgatada pelo amigo, o cavalheiro sr. Knightley.

Minha classificação: não finalizado
Edição: Martin Claret
Onde Comprar: Amazon

a

a


 


Sinopse:
 O enredo gira em torno de Anne Elliot, filha de Sir Walter Elliot, um vaidoso e esnobe baronete. No passado, Anne apaixonara-se por Frederick Wentworth, que, embora belo, inteligente e ambicioso, não tinha tradições ou conexões familiares importantes – e assim Anne fora persuadida pela família a romper com ele. Em 1815, momento em que se passam os eventos narrados no livro, a boa, generosa e sensível Anne Elliot continua solteira, mas agora, aos 27 anos, pensa com mais autonomia e maturidade. Agora, também, a situação financeira de Sir Walter Elliot é desfavorável, e ele se vê obrigado a alugar a propriedade da família. Por força do destino, o novo ocupante da residência é cunhado de Wentworth. Quase oito anos após o rompimento, Anne se verá novamente convivendo com seu grande amor, agora um capitão da Marinha, e reflexões, conjunturas e arrependimentos serão inevitáveis. Anne e Frederick se redescobrem apaixonados, e renovam o compromisso de casamento. Com o mesmo texto leve e envolvente – mas irônico e perspicaz – que a caracteriza, Austen faz aqui uma crítica à vaidade típica da sociedade inglesa do início do século XIX, ao mesmo tempo em que enfoca o tema do casamento, quase onipresente em seus escritos.

Minha classificação: não iniciado
Edição: Martin Claret
Onde Comprar: Amazon


Sinopse: Escrito quando Jane Austen era muito jovem epublicado postumamente em 1818, ‘A Abadia de Northanger’ é uma comédia satírica que aborda questões humanas de maneira, tendo como pano de fundo a cidade de Bath. O enredo gira em torno de Catherine Morland, que deixa a traquila e por vezes tediosa vida na zona rural da Inglaterra para passar uma temporada na agitada e sofisticada Bath do final do século XVIII. Catherine é uma jovem ingênua, cheia de energia e leitora voraz dos romances góticos. O livro faz uma espécie de paródia a esses romances, especialmente os escritos por Ann Radcliffe.

Minha classificação: não iniciado
Edição: Martin Claret
Onde Comprar: Amazon


Além desses romances, Jane nos deixou com uma peça de teatro, Juvenília que é uma coletânea de textos/contos (não tenho certeza se são contos ou textos) que ela escrevia para sua família para entretê-los em sua juventude antes dos romances mais conhecidos, e algumas obras curtas e inacabadas </3

Espero que tenham gostado da homenagem e não deixem de ler nada sobre essa mulher <3

Jé Cerqueira
Criadora do Contudo & Entretanto, sempre navegando em águas misteriosas em busca do Pérola Negra e louca pelo Pequeno Príncipe.
Vai vai, Grifinória!!!

1 Comentário

  1. Ahhh um chá com a Srta Austen… hahaha seria ótimo!
    Eu acho que só não li Mansfield Park. Amo todos sem exceção!!!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

Deixe uma resposta